Sem Glúten

Sabe aquele pão de forma que fica um mês na gôndola do supermercado? Sabe o que ajuda a massa a manter tanto tempo o aspecto saudável, fofinha? O glúten, uma proteína encontrada nos cereais como trigo, aveia, centeio e cevada. Ela causa uma série de transtornos aos doentes celíacos, pois eles não conseguem digerir essa proteína e, por isso, apresentam sintomas como diarreia, dor e inchaço abdominal.

Além dos celíacos a dieta sem glúten ajuda quem tem alergia ao trigo, pois os produtos à base de glúten podem induzir sintomas que se apresentam como síndrome do intestino irritável, causando dores e inchaços abdominais, dermatite e urticária de contato. É a única proteína que o nosso corpo não consegue absorver totalmente; sua função é nada mais do que garantir um melhor manuseio e conservação da massa. Somente na região metropolitana de Belém a estimativa é de que residam cerca de 130 mil celíacos ou pessoas com sensibilidade ao glúten.

Um aspecto super importante na manipulação destes produtos: quem fornece o alimento sem glúten deve se responsabilizar, junto ao consumidor, de que foi produzido em ambiente livre da proteína para evitar a contaminação “cruzada” que acontece, mesmo no ar. Dependendo do nível de sensibilidade os traços do glúten podem desencadear a reação. O local de manipulação, bem como os equipamentos na cozinha, refrigeradores, talheres, tudo! deve ser segregado daqueles que são usados para produção habitual, com glúten. Devem ser produzidos em lugares exclusivos; garantir zero risco de mistura.
Dica: antes de iniciar uma dieta completamente isenta de glúten procure um médico, faça os exames e monte uma dieta ajustada com sua nutricionista.

Veja também…

a

 

 

 a

a

aa

a

a

 

 

 

 

a

a

 

 

 

 

 

 

a

Santa Orgânica – Todos direitos reservados 2018 ©
(91) 2121-6222 – Avenida Gentil Bitencourt, 1575 A – Nazaré