O que você precisa saber sobre Doença Celíaca

Você provavelmente já ouviu falar sobre a doença celíaca, mas sabe realmente o que é essa doença ?

por | dez 5, 2019 | Dicas | 0 Comentários

De acordo com a Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (FENACELBRA), a doença celíaca afeta cerca de 2 milhões de pessoas no Brasil, porém a maioria ainda não possui um diagnóstico correto.

Segundo a nutricionista Laís Andebrhan, a doença é autoimune e afeta diretamente o intestino delgado.“Ocorre uma inflamação provocada pelo glúten (proteína encontrada no trigo, cevada e centeio) na parede interna do intestino delgado, fazendo com que ocorra a atrofia das vilosidades intestinais, diminuindo a absorção dos nutrientes”, explica a nutricionista.

A doença caracteriza-se pela intolerância permanente ao glúten em pessoas que são geneticamente predispostas. Se uma pessoa com o distúrbio consumir alimentos com glúten ou traços de glúten, ocorrerá uma reação imunológica no intestino delgado, ou seja, uma inflamação crônica que impede a absorção de nutrientes essenciais para o ser humano.

Para impedir uma inflamação crônica no intestino,o único tratamento para um celíaco é a dieta isenta de glúten durante toda a vida. É necessário que não haja consumo de alimentos que contenham trigo, aveia, centeio, cevada e malte ou os seus derivados. A doença celíaca pode levar à morte se não for tratada.

 

Sintomas

O celíaco geralmente apresenta um ou vários sintomas, como diarreia crônica, prisão de ventre crônica, desnutrição com déficit de crescimento, depressão e osteoporose. As mulheres geralmente têm abortos de repetição e os homens apresentam esterilidade. É sempre aconselhável procurar um médico especialista em doença celíaca.

Confira abaixo a lista de exames recomendados para a descoberta da doença:

 

  • Dosagem de imunoglobulina IgA
  • Anticorpo antitransglutaminase IgA e IgG
  • Endoscopia com biópsia do bulbo, segunda e terceira porções do intestino delgado, no mínimo 4 amostras.
  • Contagem de linfócitos infiltrados.
  • Classificação das lesões segundo Marsh
Gostou?! Então fique sempre ligado aqui!

Posts relacionados